Recursos

Opinião

Por onde anda o FSM?

por Damien Hazard e Mauri Cruz

Damien é diretor executivo da Associação Brasileira de Organizações não Governamentais – Abong e Mauri Cruz é diretor estadual da Abong no Rio Grande do Sul

O fato é que o FSM continua na boca e na mente dos movimentos sociais de todo planeta. Seus rumos suscitam debates e questionamentos, mas também críticas, inclusive por parte de intelectuais e militantes saudosos/as dos primeiros fóruns ou descrentes sobre a capacidade do FSM em resignificar-se na nova conjuntura mundial.

Do discurso à ação: desafios e oportunidades da Sociedade Civil na agenda Pós 2015

por Alessandra Nilo

(English) Coordinator of the NGO Gestos HIV - Communication and Gender, Co-director of ABONG - and member of the high-level Working Group of the CIPD.

A tarefa proposta e assumida pelos governos para os próximos anos está longe de ser simples e pauta enormes desafios para a sociedade civil que, por sua vez, tem se esforçado para influenciar essa agenda, incidindo policamente junto aos governos e participando das diferentes modalidades de consultas preparadas pela ONU.

Eventos

Tópicos

Em Imagens

Campanhas

Campanhas

Beyond 2015